terça-feira, 29 de novembro de 2016

Sobre ouvir


“As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as e elas me seguem” (João 17:27)

Como algo simples pode ser um dos exercícios mais difíceis? Quantos problemas seriam resolvidos se as pessoas simplesmente escutassem umas as outras? Se escutar as pessoas é difícil, quanto mais escutar Deus que não vemos? Você pode pensar: ‘mas se ELE estivesse aqui e falasse comigo, se eu pudesse vê-lO, com certeza eu o ouviria’.

Porém, a Bíblia relata que o povo de Deus também tinha dificuldade para escutá-lo. As palavras de Moisés, vindas do próprio Deus, eram desobedecidas logo após o fim dos discursos. E até mesmo os discípulos de Jesus não conseguiam ouvir o que Ele repetia inúmeras vezes. Essas histórias mostram que não tem a ver com ver milagres, ou ver a Deus. Mesmo as ovelhas de Jesus podem ter dificuldades para ouvir sua voz.

Eu compreendo duas coisas. Foi Deus quem me fez reconhecer Jesus como Pastor da minha alma. E ouvi-lO é algo que eu preciso aprender enquanto viver.

Ouvi-lO demanda atenção. Prestar atenção mostra que o Senhor é precioso e que vale a pena ouvir qualquer coisa que Ele disser. Vale a pena desacelerar. Vale a pena investir tempo para ler e meditar na sua Palavra.

Ouvi-lO exige disposição para obedecer. Quando Jesus fala, não é um conselheiro. É o seu Deus falando. Algumas vezes, nós nos enganamos como se não estivéssemos ouvindo. Mas a maior barreira é o medo de ouvir algo que não seja conveniente pra nós.

Ouvi-lO tem a ver com o coração. A mulher que ungiu Jesus preparou o corpo dEle para a sepultura. Os discípulos não haviam entendido as vezes que Jesus disse que iria morrer, mas ela entendeu. Jesus lhes perguntou outra vez: “não considerastes, nem compreendestes ainda? tendes ainda o vosso coração endurecido?” (Marcos 8:17). Ressentimento, orgulho, pecado e, até mesmo, expectativas frustradas podem tornar nosso coração duro.

Como está seu coração? Ansioso por ouvi-lO? Desejando obedecê-lo? Moldável? Conte ao seu Pastor.